EM PIRACICABA (SP) 15 DE AGOSTO DE 2019

Campanha mira descarte correto de medicamentos vencidos ou sem uso

Presidente da Câmara destacou importância de dar destinação adequada a esses medicamentos e a itens perfurocortantes a fim de minimizar riscos que representam à saúde.




Toque na imagem para aumentar

Campanha foi lançada nesta quinta-feira, no Centro Cívico

Crédito: Leandro Trajano

Para tirar de dentro das casas um potencial meio de intoxicação, uma campanha em Piracicaba quer estimular a população a dar a destinação correta a medicamentos vencidos ou que deixaram de ser utilizados e a resíduos perfurocortantes, como agulhas e seringas. As 25 farmácias da rede municipal e estabelecimentos privados, como a Drogal, passarão a receber os itens descartados, que seguirão para triagem e posterior tratamento sanitário.

Batizada de "Descarte Consciente", a iniciativa tem a coordenação do Departamento de Assistência Farmacêutica e da Associação #EuToNaFé, com parceiros como o Conselho Municipal de Saúde, o Conselho Regional de Farmácia e a Vigilância Sanitária. Durante o lançamento da campanha, o presidente do Legislativo piracicabano, Gilmar Rotta (MDB), lembrou que o manejo correto de medicamentos na cidade constitui "uma preocupação geral".

Nesta quinta-feira (15), no Centro Cívico, Gilmar Rotta, que antes de ser eleito vereador trabalhou na Secretaria Municipal de Saúde, destacou o propósito do "Descarte Consciente". "É uma campanha muito forte, que recolherá medicamentos que não estão mais sendo utilizados e também os vencidos e, principalmente, os perfurocortantes, que são os mais perigosos. É importante coletar todos esses materiais e dar o destino correto a eles."

Para ampliar o alcance da conscientização, o presidente disse que a campanha pode contar com o apoio dos meios de divulgação do Legislativo, como o Departamento de Comunicação, a TV Câmara e a Rádio Câmara Web, e com os espaços abertos à fala da população nas reuniões ordinárias, como a Tribuna Popular e a suspensão do expediente. "É importante uma campanha desse vulto na cidade, e a Câmara está à disposição para ajudar."

O prefeito Barjas Negri (PSDB) chamou a atenção para os riscos de manter em casa remédios que não são mais necessários. "Essa campanha vem incentivar as pessoas a fazer o descarte correto, evitando acidentes como intoxicação e ingestão de medicamentos vencidos de forma equivocada", disse o chefe do Executivo.

Ele observou que, embora a medida represente aumento de despesa para o município, já que o contrato com a empresa que faz o tratamento sanitário desse material é por tonelada, a população será impactada positivamente. "Teremos um custo adicional na coleta e na destinação final, mas um benefício muito grande à saúde das pessoas dentro de suas casas."

A coordenadora do Departamento de Assistência Farmacêutica, Ana Raquel Passari Faggin de Castro, explicou que basta às pessoas levar o medicamento a ser descartado a uma das 25 farmácias municipais ou às farmácias e drogarias participantes da campanha. "Os atendentes recolherão o medicamento, depois será feita uma triagem para colocá-lo em lixo branco ou comum e ir corretamente à empresa que fará a incineração."

Ana Raquel reforçou o propósito da campanha de levar informação às pessoas. "Para todos entenderem que acumular medicamento em casa, tanto vencido quanto não-utilizado, só vai causar problema à saúde, com o risco de ingestão acidental, principalmente por crianças e idosos, e de intoxicação. E que o descarte incorreto em vasos sanitários e pias prejudica o meio ambiente."

O lançamento da campanha foi acompanhado pelos secretários municipais de Saúde, Pedro Mello, e de Defesa do Meio Ambiente, José Otávio Machado Menten, e por representantes da Associação #EuToNaFé, do Conselho Municipal de Saúde, do Conselho Regional de Farmácia e da Vigilância Sanitária.

Saúde Gilmar Rotta

Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343

Notícias relacionadas