EM PIRACICABA (SP) 16 DE DEZEMBRO DE 2019

Nancy homenageia engenheiros agrônomos em solenidade

Vereadora entregou placa aos professores Zilmar Ziller Marcos e Sônia Carmela Falci Dechen em comemoração ao Dia do Engenheiro Agrônomo.




Toque na imagem para aumentar

Zilmar Ziller Marcos, Nadir Vieira Marcos, Marcia Vieira Marcos, Mauro Vieira Marcos e Gabriel Marcos Braga

Crédito: Guilherme Leite - MTB 21.401


Em homenagem ao “Dia do Engenheiro Agrônomo”, instituído pelo decreto legislativo 51/2017, da vereadora Nancy Thame (PSDB), a parlamentar homenageou o engenheiro agrônomo, docente aposentado na área de física do solo pela Esalq/USP (Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”/Universidade de São Paulo) e membro da ADAE (Associação dos Docentes Aposentados da Esalq), Zilmar Ziller Marcos, e a engenheira agrônoma, pesquisadora científica, PqC Vl do Instituto Agronômico, Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Solos e Recursos Ambientais, Sônia Carmela Falci Dechen.

A solenidade ocorreu, na tarde desta segunda-feira (16), na sala da presidência da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

“Além de representar a profissão como engenheiros agrônomos e a Esalq que fica no nosso município, são duas personalidades que a gente tem como referência, pessoas éticas, acolhedoras, com amor pela vida”, disse a vereadora Nancy Thame.

“É um reconhecimento não previsto, que é o que surpreende e agrada as pessoas. Então, o reconhecimento não previsto tem este componente, faz você se sentir reconhecido além do que você reconhece de si mesmo”, disse o homenageado Zilmar Ziller Marcos.

Além dos homenageados, também compareceram na solenidade Nadir Vieira Marcos, esposa do professor Zilmar; Marcia Vieira Marcos e Mauro Vieira Marcos, filhos; e Gabriel Marcos Braga, neto; Antônio Roque Dechen, marido da homenageada Sônia, e Otto Jesus Crócomo, engenheiro agrônomo e docente aposentado da área de química na Esalq/USP.

Sônia Carmela Falci Dechen reforçou a importância do título em uma área que é majoritariamente masculina. Ela contou que, na época em que concluiu a formação, a turma era composta por somente 24 meninas, em uma sala de 200 estudantes, isto é, em torno de 10% da turma, porcentagem que ela acredita que, atualmente, é de 50%.

“Recebo a homenagem não como Sônia, mas como o gênero feminino sendo representado em uma homenagem dessas na celebração ao Dia do Engenheiro Agrônomo”, disse.

Nancy Thame Homenagem

Texto:  Larissa Souza
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337

Notícias relacionadas