EM PIRACICABA (SP) 18 DE FEVEREIRO DE 2020

ONG Amor Exigente recebe homenagem da vereadora Coronel Adriana

Parlamentar é autora da moção de aplausos 001/2020




Toque na imagem para aumentar

Moção de aplausos foi entregue na noite desta segunda-feira (17), na quinta reunião ordinária de 2020

Crédito: Guilherme Leite - MTB 21.401




José Roberto de Barros Diehl e Adarlete Santiago Diehl, coordenadores da Regional de Piracicaba, da ONG Amor Exigente, foram homenageados pela vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (CID), na noite desta segunda-feira (17), na quinta reunião ordinária de 2020.

A moção de aplausos 1/2020 foi entregue a eles pelos relevantes serviços prestados no apoio e orientação às famílias com dependentes químicos e pelas ações de prevenção do uso de drogas.

Durante a entrega da moção, a vereadora justificou a importância do trabalho da ONG. “Nós vivemos uma epidemia, na qual as famílias não sabem o que fazer e eles vêm para fortalecer a família para que ela possa fazer o enfrentamento dessa situação", disse.

"Primeiro, as famílias precisam saber que existe a ONG e é por isso que estamos aqui divulgando. As famílias precisam querer ser atendidas e lá na ONG ninguém irá passar a mão na cabeça de ninguém”, reforçou Coronel Adriana.

Emocionada, Adarlete Santiago Diehl agradeceu a homenagem da vereadora e reconheceu que o mérito não é só dos dois que receberam a moção. “Na verdade, nós procuramos o Amor Exigente quando já não temos mais para onde recorrer. Quando nos tornamos mãe, achamos que podemos tudo, seus filhos são os príncipes da sua casa e eles crescem e querem um castelo. O que nós precisamos fazer é limitar a vida dos nossos filhos, mostrando para eles que a vida cobra da gente e não é essa maravilha que acham que será", disse.

Adarlete ressaltou, ainda, que os pais se culpam pelo o que o filho faz e realmente é a verdade. “Nós poupamos ele, quando deveríamos ter dado limite. Nós paramos no Amor Exigente e percebemos que ainda há tempo de recomeçar”, disse.

AMOR EXIGENTE - A organização foi criada nos anos 70, nos Estados Unidos, com o nome “Toughlove”, por Davi e Phyllis York, um casal que possuía três filhas envolvidas com drogas. No ano de 1984, o padre Haroldo J. Rahm, jesuíta nascido no Texas e naturalizado brasileiro, adequou o projeto à realidade brasileira, para o uso em prol da recuperação de dependentes de álcool e outras drogas, em sua Comunidade Terapêutica, com sede em Campinas.

A ONG Amor Exigente atua com o objetivo de promover a melhoria na qualidade de vida e prestar apoio e orientação às famílias que enfrentam problemas com dependência de drogas e/ou álcool ou comportamentos inadequados/de risco no sentido de como educar e agir.

Na maioria, como cita a vereadora, são as mães dos autores dos fatos as mais envolvidas e que acabam adoecendo junto dos familiares, necessitando, assim, de assistência e tratamento para que possam se reabilitar e ser coadjuvantes na reabilitação dos familiares usuários, “pois a família é fundamental no processo de reabilitação do viciado em drogas e na manutenção da abstinência”, destaca.

Para a realização dos serviços de assistência, a ONG Amor Exigente utiliza de grupos de apoio, adotando o preceito da reorganização familiar, que sensibiliza as pessoas a perceber a necessidade de mudar o rumo de suas vidas, a partir de si mesmas, por meio de 12 princípios considerados básicos e 12 éticos, formulados com base na vivência e experiência do conselheiro Padre Haroldo.

Em Piracicaba, o Amor Exigente surgiu no ano de 1991, por meio da união de um grupo de familiar que frequentava as reuniões em Campinas, Cristina e Roberto Romeiro.

Em 1996, Adarlete Santiago Diehl e seu marido, José Roberto de Barros Diehl, preocupados com a educação dos filhos, então adolescentes, tomaram conhecimento da existência da Amor Exigente na Igreja dos Frades, onde aconteciam e ainda acontecem as reuniões.

A partir de então, a Amor Exigente entrou em suas vidas e mudou suas formas de conduzir os filhos, o que os levou a se identificarem cada vez mais com diretrizes da entidade.

Hoje, há três grupos da organização em Piracicaba, que se reúnem no salão paroquial da Igreja dos Frades, nas segundas-feiras, das 20h às 22h, no salão paroquial da Igreja Santa Catarina, às quartas-feiras, das 14h30 às 16h30, e no salão paroquial da Igreja São Lucas, no bairro Vila Sonia, às sextas-feiras, das 19h30 às 21h30. 

Embora utilizem dependências das igrejas católicas não significa que o trabalho que realizam tenha vínculo com religião alguma, e sim de uma espiritualidade pluralista.

Homenagem Adriana Nunes

Texto:  Ana Caroline Lopes
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Imagens de TV:  TV Câmara

Notícias relacionadas