EM PIRACICABA (SP) 01 DE MARÇO DE 2024

Vereador reforça pedido por mão dupla em rua de Santa Teresinha

Requerimento de Sérgio da Van solicita ao Executivo informações sobre possível alteração no sentido da Trinta e Um de março




Toque na imagem para aumentar

Sérgio da Van subiu à tribuna na noite desta quinta-feira, 29 de fevereiro, para pedir maior atenção a problemas viários apontados por moradores de Santa Teresinha

Crédito: Guilherme Leite - MTB 21.401




A busca por informações sobre uma possível mudança no tráfego da rua Trinta e Um de março, em Santa Teresinha, de forma a transformá-la em via de “mão dupla”, é o mote do requerimento 238/2024, de autoria do vereador Sérgio da Van (PL), aprovado em regime de urgência na noite desta quinta-feira, 29 de fevereiro, na 8ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Piracicaba.

“Atualmente, parte da via já conta com o tráfego em seu duplo sentido, condição facilitadora no acesso de apenas uma fração dos moradores que ali residem”, traz o vereador no texto da propositura. 

De acordo com ele, a passagem da via para “mão dupla” é reivindicação de moradores do bairro, “que já manifestaram o interesse nessa intervenção por meio de abaixo-assinado”. 

“O Executivo pretende atender à solicitação dos moradores para mudança de direção? Em caso positivo da alteração de sentido, qual a previsão para o início? Em caso negativo, qual o motivo?”, pergunta o parlamentar por meio requerimento.

Debates - Ao subir à tribuna para defender a aprovação da propositura, Sérgio da Van disse: “essa rua tem apenas dois quarteirões, sendo que esse local não tem movimento. Por incrível que pareça, esse lugar é mão única. Faz dois anos que estamos tentando mudar a direção”, falou. De acordo com ele, no entanto, em vias mais movimentadas do bairro, muitas vezes acontece a situação inversa.

“Lá em Santa Teresinha está assim: lugar que é para ter semáforo não tem, e onde não precisa, tem”, acrescentou o vereador que, na sequência, pediu à secretária municipal de Mobilidade Urbana, Trânsito e Transportes (Semuttran) maior atenção às demandas do bairro.

Além das questões trazidas no requerimento, vereadores que subiram à tribuna para debater a propositura apontaram outros problemas no trânsito da cidade. 

“Esse nosso trânsito, para [ficar] ruim tem que melhorar muito”, criticou o vereador Cássio Luiz Barbosa (PL), o Cássio Fala Pira, que também reproduziu um áudio com reclamação de um comerciante em relação à conservação de vias na região da Rua do Porto.

Paulo Campos (Podemos) avaliou que houve avanços na questão do transporte público urbano mas, no entanto, reforçou a necessidade de melhorias relacionadas à habitação popular na cidade, e fez referência à audiência pública por ele conduzida que tratou da região do Pau Queimado.

Na sequência, Rai de Almeida (PT) falou sobre a recente instalação de uma lombofaixa em frente à Escola Estadual Prof. Dr. João Chiarini, na Vila Fátima. Na avaliação da vereadora, o dispositivo deveria ter sido construído onde já existia uma faixa de pedestres: “Era só fazer a lombada em cima da faixa, mas fizeram ao lado, onde existe um ponto de ônibus. Agora são dois problemas: a faixa não atende a reivindicação da comunidade e o ônibus não pode parar mais ali”. Ela também criticou a situação de uma via não asfaltada e esburacada no Vivendas Bela Vista.

Por fim, Pedro Kawai (PSDB), ao justificar seu voto favorável ao requerimento, classificou o trânsito na cidade como “bem complicado”. Ele enalteceu o trabalho das equipes da Semuttran, mas teceu críticas em relação à organização administrativa do município no acompanhamento das obras viárias: “eu não sou favorável a ela [Secretária] assumir essas obras, como na av. 1º de agosto, na av. Limeira, no Unileste, e carregar essa responsabilidade. Deveria fazer o estudo, se o fluxo vai para a esquerda, direita, se alarga ou não a via, mas não [cuidar] da obra, da qualidade do concreto. Isso a Obras [Semozel] deveria ter assumido”.

Os debates em torno do requerimento 238/2024 pode ser revistos no vídeo que acompanha esta matéria.

Legislativo Sergio da Van

Texto:  Fabio de Lima Alvarez - MTB 88.212
Supervisão de Texto e Fotografia: Rebeca Paroli Makhoul - MTB 25.992

Notícias relacionadas