EM PIRACICABA (SP) 24 DE MAIO DE 2024

Achados: Mensagens de 1922 revelam esperança pelo futuro da educação

Frases deixadas há mais de 100 anos por alunos e professores na Cápsula do Tempo da "Sud Mennucci" mostram preocupação de como estaria a educação no país um século depois



Toque na imagem para aumentar

Após um século guardada, Cápsula do Tempo da "Sud Mennucci" foi revelada ao público em 2022

Crédito: Davi Negri - MTB 20.499


Aberta em setembro de 2022, a Cápsula do Tempo da Escola Estadual "Sud Mennucci", no bairro Alto, revelou mistérios enterrados há um século e que hoje possibilitam viajar no tempo, para a Piracicaba de 1922.

Entre os mais de 600 itens presentes na caixa de cobre está um pequeno livro, de capa verde, com a inscrição "Lembranças". Trata-se de um diário com os pensamentos de professores e alunos da então Escola Normal de Piracicaba. Em meio a poemas, ditos e versos, um tema foi constantemente relembrado pelos autores: a educação e sua importância para a sociedade.

Uma das mensagens deixadas, assinada por Manassés Pereira, então vice-diretor da escola, lembra que em 1922 o analfabetismo era "infelizmente grande" no país e manifesta o desejo de que, em 2022, uma vez resolvido, não houvesse mais necessidade de perguntar se tal problema social ainda permanece "no Brasil inteiro".

As palavras dos alunos e professores relembram a importância da educação e servem como homenagem a todos os que se dedicam à arte de ensinar. O pequeno livro verde venceu a batalha contra o tempo e deixa importantes lembranças. As palavras chegaram ao futuro e devem ser ouvidas: 

"O aperfeiçoamento do homem só se obtém por uma perfeita educação de suas faculdades, trabalho este que deve começar-se desde a infância, com todo zelo e carinho que ela merece. O jardineiro cultiva as flores, o professor cultiva as inteligências, que também são flores mimosas e rescendentes."
Orlandina Pereira Sodéro (1º ano da Escola Normal)

"Se o eco de minhas palavras não atinge senão algumas dezenas de metros e não dura mais que uns rápidos instantes, o meu pensamento atravessará um século."
Cecília Guerrini (1º ano da Escola Normal)

"Tenho grande desejo de instruir-me, pois a ignorância é uma grande infelicidade. Educando-me, posso ser útil à minha pátria e prestar serviços à humanidade."
Cesar Oliveira (13 anos)

"A matemática é uma montanha. Para subi-la, é mister vigor e bom guia. Mas não desanimeis e continue a marcha. Eis galgado o cimo. Que perspectivas risonhas se desdobram aos vossos olhos maravilhados! Iluminou-se a paisagem, iluminou-se o vosso espirito."
José de Assis Velloso (professor de matemática)

"A existência de um estabelecimento de instrução pública, modelar, considerado pela população piracicabana e pelos poderes públicos, capaz enfim de preencher a sua elevada missão – educar a infância e a mocidade, para que saibam trabalhar pelo engrandecimento de nossa cara pátria, o Brasil."
Honorato Faustino (diretor)

"Não faltam professores para a luta contínua contra o analfabetismo que, mesmo no Estado, é infelizmente grande. E no Brasil inteiro? Que essa pergunta não possa ser formulada em 2022, são os meus votos."
Manassés Pereira (vice-diretor)

"Somente a educação é capaz de pôr o homem em condições de bem desempenhar os seus deveres civis, políticos e sociais; porém, é preciso que ela seja um fato e um exemplo, porque, sobretudo, frutifica, dignificando a humanidade, que só tem para subir na ordem do seu aperfeiçoamento a ladeira aspérrima do sacrifício e a dor."
Dário Brasil

ACHADOS DO ARQUIVO - A série "Achados do Arquivo" se pauta na publicação de documentos do acervo do Setor de Gestão de Documentação e Arquivo, ligado ao Departamento Administrativo. A iniciativa do Setor de Documentação em parceria com o Departamento de Comunicação Social, com publicações no site da Câmara às sextas-feiras, visa tornar acessíveis ao público as informações do acervo da Casa de Leis.

Achados do Arquivo

Supervisão de Texto e Fotografia: Rebeca Paroli Makhoul - MTB 25.992
Pesquisa:  Giovanna Felini Calabria