EM PIRACICABA (SP) 11 DE NOVEMBRO DE 2022

Cápsula do Sud: exposição abre ao público no feriado da Proclamação

Exposição fotográfica com imagens do Sud Mennucci, disponibilização de todo o acervo da cápsula em mostra virtual e documentário foram promovidos pelo Poder Legislativo




Toque na imagem para aumentar

Exposição Fotográfica “O Tempo e a História” traz imagens da Escola Sud Mennucci, captadas pelo repórter fotográfico Davi Negri

Crédito: Davi Negri - MTB 20.499



Uma viagem no tempo proporcionada pela comunidade da então Escola Normal de Piracicaba, em 1922, atualmente Escola Estadual Sud Mennucci. Essa é a promessa do projeto desenvolvido em parceria entre a Câmara Municipal de Piracicaba, Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes e a escola, que resultará, na próxima terça-feira (15), feriado da Proclamação da República, nas aberturas de exposições física e virtual dos objetos encontrados na cápsula do tempo emparedada há um século no prédio da escola, além de exposição fotográfica e documentário produzidos pela Casa.

A exposição será aberta ao público às 10 horas. Uma hora antes, acontece uma solenidade restrita a convidados no auditório "Helena Rovay Benetton", no Museu Prudente de Moraes. Haverá leitura de trechos de cartas encontradas na cápsula pelo historiador Maurício Beraldo e a participação do violinista Luís Fernando Fischer Dutra, da Orquestra Sinfônica de Piracicaba, apresentando a interpretação da partitura "Dora", que estava presente na cápsula e foi escrita pelo seu bisavô, o ex-professor do Sud, Benedito Dutra Teixeira. A neta do diretor da escola na época e idealizador da cápsula, Honorato Faustino, Maria de Lourdes de Oliveira Santos, de 93 anos, também estará presente na solenidade.

A Câmara Municipal de Piracicaba participa do evento com a exposição fotográfica "O Tempo e a História", com imagens atuais do prédio da escola, produzidas pelo repórter fotográfico Davi Negri, do Departamento de Comunicação Social da Casa. A mostra será paralela à exposição “Cápsula do Tempo: Mistérios Revelados”, que conta com a exibição física de parte do acervo retirado, no dia 7 de setembro de 2022, de uma caixa de cobre deixada pela comunidade escolar de 1922.

Além disso, através de um trabalho realizado pelo Setor de Gestão de Documentação e Arquivo do Poder Legislativo, a partir desta terça-feira (15), todos os 629 objetos retirados da cápsula estarão disponíveis em formato on-line no sistema Atom, plataforma de descrição arquivística onde são disponibilizados itens do acervo histórico do Poder Legislativo. O público terá a oportunidade de observar em detalhes e de forma permanente as cartas, memórias, fotografias, jornais da época, partituras musicais, selos, postais, materiais e trabalhos escolares, entre tantos outros.

Para a atual diretora da escola, Márcia Vieira, o trabalho conjunto entre as instituições foi importante para garantir o acesso do público ao material. Ela avalia que a cápsula do tempo deixa um legado sobre a importância da preservação histórica e da observação da sociedade em movimento. “Somos seres históricos e sociais, frutos de uma história e fazemos a história”, coloca.

Exposição virtual - No Atom, disponibilizado pela Câmara através deste link, o público terá acesso permanente a todos os objetos da cápsula, que não podem ser exibidos em sua totalidade na exposição física. “São documentos de Piracicaba e ter acesso a tudo é muito interessante”, avalia a chefe do Setor de Gestão de Documentação e Arquivo da Câmara, Giovanna Fenili Calabria. “A Câmara é um órgão público, lugar de memória de Piracicaba e tem essa função”.

Ao ter acesso ao acervo digitalizado, os visitantes poderão ser transportados para o ambiente da Escola Normal de Piracicaba, cem anos atrás. As fotografias da época, com anotações detalhadas de autoria do então diretor da unidade, Honorato Faustino, mentor do projeto da cápsula do tempo, mostram alguns dos rostos dos personagens reais dessa história. As edições dos jornais deixados por eles retratam as comemorações do centenário da independência e curiosidades sobre o cotidiano da Piracicaba da década de 20.

As partituras musicais, trabalhos em francês, cartas com caligrafias extremamente bem trabalhadas e conteúdo poético demonstram a cultura e os costumes dos estudantes da época, membros de uma classe privilegiada que tinha acesso à educação. Eles deixaram para o futuro alguns exemplares de trabalhos escolares, desenhos, pinturas, mapas e relatos de como imaginavam que a cidade estaria, após um século. 

Fotos do Sud – Já a Exposição Fotográfica “O Tempo e a História” traz fotografias antigas, desde a construção e informações sobre a história do prédio da Escola Sud Mennucci, destinado a ser conhecido como o “templo do saber”. Com as imagens atuais da escola, o repórter fotográfico Davi Negri, que possui mais de 40 anos de experiência no fotojornalismo em Piracicaba, foram retratados os detalhes neoclássicos e barrocos do edifício centenário.

“A exposição dá a oportunidade para os visitantes do Museu conhecerem como está a Escola Sud Mennucci, cem anos depois. O público poderá ver como o prédio está conservado”, salienta o chefe do Departamento de Comunicação Social da Câmara, Rodrigo Alves. Todo o trabalho de produção gráfica das exposições físicas - tanto a fotográfica quanto a dos objetos da cápsula - foram realizadas pelo departamento, através da atuação do designer gráfico Luciano Negreiros, além dos integrantes da equipe de curadores, Júnior Kadeshi e Erica Stocco Frasson.

O documentário produzido pelo departamento estará disponível nas redes sociais do Poder Legislativo também nesta terça-feira (15), a partir das 10 horas. O material também será incluído na grade da programação da TV Câmara. O trabalho, que conta com imagens de Bira Toledo e Gustavo Annunciato e reportagem de Aline Macário, relata comentários dos técnicos envolvidos na abertura da cápsula, as primeiras impressões sobre os objetos encontrados e curiosidades sobre a comunidade escolar de 1922.

SERVIÇO - Exposições “Cápsula do Tempo: Mistérios Revelados” e "O Tempo e a História". Abertura:  15/11, às 10h, no Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes (rua Santo Antônio, 641, Centro). Entrada gratuita. Horário de visitação: de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, sábados e feriados, das 10h às 14h, até o dia 28 de janeiro. 

Documentação

Texto:  Aline Macário - MTB - 39.904
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583

Notícias relacionadas